Modelo evangélica afirma que revistas femininas são "instrumentos do diabo" – noticia gospel


 

Modelo evangélica afirma que revistas femininas são “instrumentos do diabo”

Nicole Weider iniciou uma campanha pela proibição da venda de revistas femininas para menores

 

Modelo evangélica afirma que revistas femininas são “instrumentos do diabo”

A modelo e atriz Nicole Weider está liderando uma campanha através do site Change.org exigindo que revistas como a Cosmopolitan [Nova no Brasil] seja vendida em um invólucro parecido com as de revistas para adultos. O objetivo seria evitar que menores possam comprar e ler um material impróprio para o seu desenvolvimento. A iniciativa já reuniu ganhou quase 20 mil assinaturas.

Expressando sua frustração com esse tipo de revista, ela escreve em seu site: “Como a maioria de vocês sabem eu sou uma cristão comprometida. Eu realmente acredito em Deus, mas também acredito no diabo e eu conheço o inimigo. Esta revista Cosmopolitan  é um instrumento do diabo porque ele quer matar e destruir os corações e mentes das jovens e  usa essa publicação para fazer isso. ”

A modelo inicialmente postou um vídeo no YouTube mostrando seu descontentamento com a revista e postou-o em seu site voltado para as  adolescentes cristãs, ProjectInspired.com .

Weider recebeu tantas respostas de meninas na faixa dos 11 anos que foram afetadas negativamente pela Cosmopolitan que ela decidiu criar uma petição no Change.org para chamar atenção sobre o que está acontecendo.

“Elas me escrevem para detalhar como tentaram seguir as dicas sexuais que leram na Cosmopolitan, apenas para terem os seus corações partidos, ou pior, ficarem grávida ou contrairem uma DST”, explica ela. “Mas não vamos esquecer outros comportamentos que as revistas femininas divulgam como um comportamento glamoroso para as jovens, tais como enviar fotos nuas pelo celular (edição de novembro 2011) ou sugerir que é ‘normal’ o seu namorado trair você (dezembro de 2011)”.

Pela lei, publicações com conteúdo adulto devem ser vendidas em invólucros plásticos não transparentes e apenas para clientes acima de 18 anos. No entanto, a maioria das revistas femininas não colocam fotos de mulheres nuas, mas tem uma linguagem explícita.

Mesmo que a capa não traga nenhuma advertência sobre o conteúdo, elas alegam que a publicação é direcionada apenas para leitoras adultas.

Weider aponta que, embora essas revistas afirmem que só visam os adultos, é normal ver adolescentes conhecidas nas capas ou dando entrevistas no miolo. Se a revista não é destinada ao público menor de idade, por que, questiona Weider, tantas adolescentes posam nas suas capas?

“Nós não estamos pedindo que essas revistas mudem o seu conteúdo”, explica Weider no seu site. ”Simplesmente queremos que eles assumam a responsabilidade por isso. Dizem que é para os adultos, então que vendam apenas para adultos… Se elas estão escrevendo reportagens explícitas sobre questões sexuais, não deveriam ser vendidas para crianças”.

A campanha começou no ano passado, depois de Weider diz ter comprado um exemplar da revista Cosmopolitan e ficou chocada com seu conteúdo.

“Com a nossa petição no Change.org, simplesmente estamos pedindo que essas revistas admitam que seu conteúdo não é adequado para meninas, parem de colocar adolescentes na capa e coloquem a revista em um invólucro não transparente. É simples assim. Se você não quer vender para as adolescentes, nosso pedido não deve ser um problema.”.

Um estudo de 2010 realizado pela Associação Americana de Psicologia, intitulado “Relatório sobre a sexualidade de meninas”, sugere que a proliferação de imagens sexuais de meninas na mídia está prejudicando e impedindo o desenvolvimento de uma autoimagem saudável, e estão ligadas a problemas comuns das adolescentes, incluindo distúrbios alimentares, baixa autoestima e depressão.

“A exposição à sexualidade excessiva durante os primeiros anos de adolescência quase sempre perturba o desenvolvimento de uma boa imagem de si mesmas, resultando em objetivação profundamente enraizada e transtornos de personalidade”, explica o psicólogo  Shandiz Zandi.

“Estes transtornos se manifestam comportamentos como a auto-mutilação, distúrbios alimentares, prostituição, toxicodependência e outros comportamentos que são destrutivos para si e para os outros.”

Traduzido e adaptado de Charisma News

Modelo evangélica afirma que revistas femininas são “instrumentos do diabo” – noticia gospel

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: