Veja quem você realmente é, um discípulo ovelha ou um lobo falsificador do Reino de Deus. – PARTE II


Continuação:
CAPITULO 5

4ª. Característica de um Discípulo:
Ele é submisso.

“Mais Jesus, chamando-os para junto de si, disse-lhes: Sabeis que os que são considerados governadores dos povos, têm-nos sob seu domínio, e sobre eles os maiorais exercem autoridade. Mas entre vós não é assim; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos. Pois o próprio Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”.
(Mc. 10:42-45).

No Dicionário submisso quer dizer dócil e servo, o verdadeiro discípulo reconhece que Deus não aceita menos que um espírito quebrantado e contrito.

“’Ó Deus o meu sacrifício é um espírito humilde, tu não rejeitarás um coração humilde e arrependido”(Sal. 51:17 – BV)

Saul: Um homem que não soube se submeter à autoridade.

“Esperou Saul sete dias, segundo o prazo determinado por Samuel; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo se foi espalhando dali. Então disse Saul: Trazei-me aqui o holocausto e ofertas pacíficas. E ofereceu holocausto. ((I Sm 13:8-9)

Essa atitude de Saul determinou todo o seu futuro e seu reinado foi um fracasso. A falta de submissão é como um câncer que cresce dentro de alguém, ás vezes a pessoa nem percebe que tem essa doença, mas ele fica quieto, não dá sinais visíveis, mas num determinado instante estoura e destrói tudo que está por perto. E como o câncer essa doença espiritual mata muito rapidamente.

“Então disse Saul a Samuel: Pequei, pois transgredi o mandamento do Senhor e as tuas palavras, porque temi o povo, e dei ouvidos à sua voz” (I Sm. 15:24)

Muitas vezes pessoas tentarão te iludir com fantasias espirituais, pressões para ir contra a liderança que está acima de você, mas isso não quer dizer que vai atenuar o seu pecado se você cair nesse buraco. Agora Deus está te dando uma chance de mudar o seu futuro, arrependa se você tem sido insubmisso e volte ao caminho que você se desviou, ore agora mesmo e confesse o seu pecado, peça perdão aquele que você ofendeu com atos, palavras ou atitudes de insubmissão, pois só assim você será aceito novamente na presença de Deus, lembre-se que “… nossos pecados fazem separação entre nós e Deus. (Is. 59:2)”.

Davi: Um homem que soube reconhecer autoridade mesmo quando Saul intentava matá-lo.

“… O Senhor me guarde de que eu faça tal cousa ao meu senhor, isto é, que eu estenda a mão contra ele, pois é o ungido do Senhor. Com estas palavras Davi conteve os seus homens, e não lhes permitiu que se levantassem contra Saul…” (I Sm. 24:6-7)

Aqui vemos porque Davi era tão apreciado por Deus, ele tinha um coração voltado para Deus e soube mesmo em meio a uma perseguição contra ele, não deixar o rancor e a mágoa levantar em seu coração um sentimento de vingança contra uma autoridade instituída por Deus.

Existem três áreas que mais claramente é manifestada a rebeldia do homem: Em palavras, argumentação e pensamentos.
Cuidado com suas palavras elas expressam aquilo que está em seu coração, através delas você pode destruir uma pessoa ou uma autoridade.

Lembro-me daquela situação que aconteceu quando toda a imprensa se levantou contra uma escola infantil dizendo como certo que os donos e professores abusaram sexualmente de crianças, com isso a escola foi destruída pela população, os donos foram quase linchados, foram presos e depois de um tempo foi provado que foi um grande engano, mas já era tarde pois o estrago já havia acontecido.

Certo pastor uma vez recebeu em seu escritório uma senhora que era conhecida como mexeriqueira e fofoqueira, mas que Deus tinha tocado o coração dela para que parasse com essa vida, o Pastor a ouvindo pediu que ela fizesse algo: – Você vai passar em cada casa que você disse algo contra e vai jogar nessa casa um pouco de feno. Depois você volta aqui. E ela foi e fez o que o Pastor havia pedido. Depois de um tempo ela voltou e disse: – Pronto pastor já fiz o que me pediu. Ele então disse: Agora pra terminar, quero que você volte lá e pegue de volta todo o feno que jogou e traga aqui pra mim. Ela novamente fez o que o pastor havia pedido. Depois de pouco tempo ela voltou frustrada e disse ao pastor. Pastor não consegui pegar todo o feno que joguei, pois o vento levou e não tem como pegá-lo mais. Então o Pastor se endireitou na cadeira e disse aquela mulher: Minha querida irmã da mesma forma que o vento levou o feno que você jogou em cada casa que falou mal, injuriou ou mesmo tenha falado de coisas pessoais dessas famílias, todas essas palavras não podem ser resgatadas, pois como o vento levou o feno, assim também uma palavra lançada não pode mais voltar. Agora nunca mais fale de ninguém, pois você não terá mais como consertar aquilo que foi dito.

“… especialmente aqueles que segundo a carne… menosprezam qualquer governo. Atrevidos, arrogantes, não temem difamar autoridades superiores.” (II Pe. 2:10-12)

Existem outras situações na bíblia que relatam pessoas que tiveram um coração cheio de insubmissão como Eva que acrescentou algo que Deus não disse: nem tocarás nele. (Gen 3:3).

Também Cão divulgou o erro de seu Pai Noé para seus irmãos, isso mostrou que não estava sujeito a autoridade do Pai e o que tinha em seu coração. (Gen. 9:20-24)

Coré e Seus companheiros atacaram Moisés. (Num. 16: 31 e 35)

Todos que aceitam a autoridade direta de Deus, mas rejeitam a autoridade delegada, estão debaixo do princípio da rebelião. A argumentação não é algo ruim em sua essência, mas quando ela vem com uma atitude de palavras sem respeito sim. Quando você for falar com seu líder ou seu pastor, nunca imponha alguma coisa, isso fará com que seu líder tenha uma atitude na defensiva contra você e mesmo que sua idéia seja boa você corre o risco de ser mal compreendido. Fale com amor e carinho e principalmente sugira com respeito, você com certeza terá muito sucesso com isso, vai indicar que em seu coração existe uma atitude de amor ao invés de rebeldia.
Uma vez ouvi esta história.
Um dos membros da tripulação escalava as cordas do mastro de um navio, indo até o "ninho do corvo". Quando estava na metade da escalada, o navio balançou, pendeu para um lado e ele foi jogado ao mar. Quando bateu na água, começou a gritar por ajuda enquanto batia os braços descontroladamente, se esforçando para sobreviver. Um marinheiro observava o homem na água de forma calma e tranqüila, sem esboçar nenhuma reação.
Após um curto tempo o homem na água se cansou e começou a afundar. Imediatamente o marinheiro que observava tranqüilo saltou ao mar e salvou a vítima que se afogava. Depois que ambos estavam em segurança a bordo, alguém foi até o marinheiro que fez o resgate e perguntou: – Porque você esperou tanto tempo para saltar na água e salvar este homem? Com a mesma calma, o marinheiro respondeu,
– Eu percebi que o homem lutava muito na água e era grande a possibilidade de ambos morrerem se eu saltasse rapidamente.
Há muito tempo eu aprendi que é melhor deixá-lo lutar por algum tempo, e quando chegar ao fim de sua própria força, eu posso saltar na água e salvá-lo com segurança.
Da mesma forma ás vezes diante das adversidades nós nos debatemos pra todos os lados e até mesmo ferimos aqueles que tentam nos ajudar, o desespero nos leva a isto, a agressividade, a critica, a machucarmos aqueles que simplesmente querem nos auxiliar, mas isso só nos leva a morte espiritual. Quando você estiver se sentindo acuado, ou em meio a adversidades que você não sabe como resolvê-las deixe que as pessoas que sabem possam te ajudar é só soltar o corpo que Deus virá em teu socorro e te livrará de todo mal.
O verdadeiro discípulo de Jesus sabe se submeter e respeitar sua liderança.
CAPITULO 6
5ª. Característica de um Discípulo
Ele é fiel.

No Dicionário Fiel quer dizer: VERÍDICO. Aquele que não é falso e nem dissimulador sem ser canal em suas reações.
“Alguém entre voz diz ser Cristão, e não refreia a sua língua, a sua religiosidade não vale nada, e ele está enganando a si mesmo” (Tiago 1:26 – BV)

Ele é coerente na sua consagração cristã, nas suas responsabilidades de rotina e em seu amor a Deus.

Certo homem caminhava pela estrada, quando viu uma senhora com o carro parado no acostamento. Chovia forte e já era noite. Mas percebeu que ela precisava de ajuda. Assim parou seu carro e se aproximou. O carro dela cheirava a tinta, de tão novinho. Ele viu aquele homem se aproximando e logo pensou, será que é um ladrão? Ele não parecia seguro, parecia pobre e faminto. Ele viu que ela estava com muito medo e disse:
-Eu estou aqui para ajudar senhora, não se preocupe. Por que não espera no carro onde está quentinho?
A propósito, meu nome é Renato. Bem, tudo que ela tinha era um pneu furado, mas para uma senhora de idade avançada era ruim o bastante. Renato abaixou-se, colocou o macaco e, levantou o carro. Logo ele já estava trocando o pneu. Mas ficou um tanto sujo e ainda feriu uma das mãos. Enquanto apertava as porcas da roda ela abriu a janela e começou a conversar com ele. Contou que era de São Paulo e que só estava de passagem por ali e que não sabia como agradecer pela preciosa ajuda.
Renato apenas sorriu enquanto se levantava… Ela perguntou quanto devia. Qualquer quantia teria sido muito pouco para ela. Já tinha imaginado todas as terríveis coisas que poderiam ter acontecido se Renato não tivesse parado e ajudado.
Renato não pensava em dinheiro, aquilo não era um trabalho para ele. Gostava de ajudar quando alguém tinha necessidade e Deus já lhe havia ajudado bastante. Este era seu modo de viver e nunca lhe ocorreu agir de outro modo.
E respondeu: – Se realmente quiser me pagar, da próxima vez que encontrar alguém que precise de ajuda, dá para aquela pessoa a ajuda de que ela precisar. E acrescentou: e lembre-se de mim.
Esperou até que ela saísse com o carro e também se foi. Tinha sido um dia frio e deprimente, mas ele se sentia bem, indo para casa, desaparecendo no crepúsculo.
Alguns quilômetros abaixo a senhora parou seu carro num pequeno restaurante. Entrou para comer alguma coisa. Era um restaurante muito simples, e tudo ali era estranho para ela.
A garçonete veio até ela e trouxe-lhe uma toalha limpa para que pudesse esfregar e secar o cabelo molhado e lhe dirigiu um doce sorriso, um sorriso que mesmo os pés doendo por um dia inteiro de trabalho não pode apagar. A senhora notou que a garçonete estava com quase oito meses de gravidez, mas ela não deixou a tensão e as dores mudarem a sua atitude.
A senhora ficou curiosa em saber como alguém que tinha tão pouco, podia tratar tão bem a um estranho. Então se lembrou de Renato.
Depois que terminou a sua refeição, e enquanto a garçonete buscava o troco para a nota de cem reais, a senhora se retirou. Já tinha partido quando a garçonete voltou.
A garçonete ainda queria saber onde á senhora poderia ter ido quando notou algo escrito no guardanapo, sob o qual tinha mais quatro notas de R$ 100,00. Existiam lágrimas em seus olhos quando leu o que a senhora escreveu. Dizia:
– Você não me deve nada, eu já tenho o bastante. Alguém me ajudou hoje e da mesma forma estou lhe ajudando. Se você realmente quiser me reembolsar por este dinheiro, não deixe este círculo de amor terminar com você, ajude alguém. Bem, havia mesas para limpar açucareiros para encher, e pessoas para servir, e a garçonete voltou ao trabalho.
Aquela noite, quando foi para casa cansada e deitou-se na cama, seu marido já estava dormindo e ela ficou pensando no dinheiro e no que a senhora deixou escrito. Como pôde aquela senhora saber o quanto ela e o marido precisavam disto?
Com o bebê que estava para nascer no próximo mês, como estava difícil!
Ficou pensando na benção que havia recebido, deu um grande sorriso, agradeceu a Deus e virou-se para o preocupado marido que dormia ao lado, deu-lhe um beijo macio e sussurrou: Tudo ficará bem; eu te amo… Renato!

Quando somos fiéis nem sempre todos os verão e reconhecerão isto, certamente essa fidelidade será admirada por Deus, pois seremos verdadeiros discípulos de Jesus quando demonstramos que o amamos através das nossas atitudes em todos os momentos, quando nossa família vê que tudo o que somos na igreja também somos em nossas casas, quando as pessoas que trabalham conosco sabem que somos verdadeiros discípulos de Jesus através das nossas atitudes e de nossas palavras.

Ser fiel é mesmo no silêncio, entender, é que enxugar as lágrimas; acompanhar mesmo à distância; se doar sem esperar nada em troca; ouvir no silêncio; sorrir com teu sorriso; é estar feliz com tua felicidade. É o irmão que escolhemos, é aquele que queremos ter sempre ao alcance da mão. Para chorar no ombro, que sempre está à disposição.

CAPITULO 7

6ª. Característica de um Discípulo
Ele faz Discípulos

“Todo ramo que não dá frutos ele corta, embora ele esteja em mim, mas os ramos que dão frutos ele poda a fim de que fiquem limpos e dêem mais frutos ainda.” (Jô. 15:2)

Ele entende que o cristão maduro está comprometido em fazer discípulos. Ele deseja crescer no Senhor a fim de dar glória a Deus reproduzindo a Cristo nos Outros.

É Necessário um pouco só de motivação – Zig Ziglar
Certa Noite um trabalhador resolveu cortar caminho pelo cemitério para chegar mais rápido em sua Casa, como não houve nenhum incidente, todas as noites, ele ia pelo mesmo caminho, certa noite ele não percebeu que uma cova tinha sido aberta durante o dia e caiu nela. Imediatamente ele começou a fazer um esforço desesperado para sair dali, mas depois de alguns minutos ele decidiu relaxar e aguardar até o dia amanhecer para que alguém o ajudasse a sair. Ele sentou num canto e estava quase adormecendo quando um bêbado também caiu dentro da cova, sua chegada despertou o trabalhador, porque o bêbado tentava sair, agarrando-se nas laterais da cova. Nosso herói esticou o braço e tocou na perna do bêbado e disse: – Amigo você não pode sair daqui.
Mas o bêbado num só pulo saiu! (ISSO QUE É MOTIVAÇÃO)

A maioria das vezes que não damos frutos não é porque as pessoas não desejam Deus, mas é porque de fato não estamos interessados em dar frutos isso não é a prioridade para nossas vidas, nem mesmo pensamos sobre isso, é que o Reino de Deus para nós é apenas um passatempo de final de semana.

Uma linda Ilustração: Naquela manhã, sentiu vontade de dormir mais um pouco. Estava cansado porque na noite anterior fora deitar muito tarde. Também não havia dormido bem. Teve um sono agitado. Mas logo abandonou a idéia de ficar um pouco mais na cama e se levantou, pensando na montanha de coisas que precisava fazer na empresa.
Lavou o rosto e fez a barba correndo, automaticamente. Não prestou atenção no rosto cansado nem nas olheiras escuras, resultado das noites mal dormidas. Nem sequer percebeu um aglomerado de pelos teimosos que escaparam da lâmina de barbear. "A vida é uma seqüência de dias vazios que precisamos preencher", pensou enquanto jogava a roupa por cima do corpo.
Engoliu o café da manhã e saiu resmungando baixinho um "bom dia", sem convicção. Desprezou os lábios da esposa, que se ofereciam para um beijo de despedida.
Não notou que os olhos dela ainda guardavam a doçura de mulher apaixonada, mesmo depois de tantos anos de casamento. Não entendia por que ela se queixava tanto da ausência dele e vivia reivindicando mais tempo para ficarem juntos.
Ele estava conseguindo manter o elevado padrão de vida da família, não estava? Isso não bastava? Claro que não teve tempo para esquentar o carro nem sorrir quando o cachorro, alegre, abanou o rabo. Deu a partida e acelerou. Ligou o rádio, que tocava uma canção antiga do Roberto Carlos, “detalhes tão pequenos de nós dois”… “Pensou que não tinha mais tempo para curtir detalhes tão pequenos da vida”. Pegou o telefone celular e ligou para sua filha. Sorriu quando soube que, os netinho haviam dado os primeiros passos. Ficou sério quando a filha lembrou-o de que há tempos ele não aparecia para ver o neto e o convidou para almoçar. Ele relutou bastante: sabia que gostaria muito de estar com o neto, mas não podia, naquele dia, dar-se ao luxo de sair da empresa. Agradeceu o convite, mas respondeu que seria impossível. Quem sabe no próximo final de semana? Ela insistiu, disse que sentia muita saudade e que gostaria de poder estar com ele na hora do almoço. Mas ele foi irredutível: realmente, era impossível.
Chegou à empresa e mal cumprimentou as pessoas. A agenda estava totalmente lotada, e era muito importante começar logo a atender seus compromissos, pois tinha plena convicção de que pessoas de valor não desperdiçam seu tempo com conversa fiada.
No que seria sua hora do almoço, pediu para a secretária trazer um sanduíche e um refrigerante diet. O colesterol estava alto, precisava fazer um check-up, mas isso ficaria para o mês seguinte. Começou a comer enquanto lia alguns papéis que usaria na reunião da tarde.
Nem observou que tipo de lanche estava mastigando. Enquanto engolia relacionava os telefonemas que deveria dar, sentiu um pouco de tontura, a vista embaçou. Lembrou-se do médico advertindo-o, alguns dias antes, quando tivera os mesmos sintomas, de que estava na hora de fazer um check-up. Mas ele logo concluiu que era um mal-estar passageiro.
Terminado o "almoço", escovou os dentes e voltou à sua mesa. "A vida continua", pensou. Mais papéis para ler, mais decisões a tomar, mais compromissos a cumprir. Nem tudo saía como ele queria. Começou a gritar com o gerente, exigindo que este cumprisse o prometido. Afinal, ele estava sendo pressionado pela diretoria. Tinha de mostrar resultados. Será que o gerente não conseguia entender isso?
Saiu para a reunião já meio atrasada. Não esperou o elevador. Desceu as escadas pulando de dois em dois degraus.
Parecia que a garagem estava a quilômetros de distância, encravada no miolo da terra, e não no subsolo do prédio.
Entrou no carro, deu partida e, quando ia engatar a primeira marcha, sentiu de novo o mal-estar. Agora havia uma dor forte no peito. O ar começou a faltar… A dor foi aumentando… O carro desapareceu… Os outros carros também… Os pilares, as paredes, a porta, a claridade da rua, as luzes do teto, tudo foi sumindo diante de seus olhos, ao mesmo tempo em que surgiam cenas de um filme que ele conhecia bem. Era como se o videocassete estivesse rodando em câmera lenta. Quadro a quadro, ele via esposa, o netinho, a filha e, uma após outra, todas as pessoas que mais gostava.
Por que mesmo não tinha ido almoçar com a filha e o neto? O que a esposa tinha dito à porta de casa quando ele estava saindo, hoje de manhã? Por que não foi pescar com os amigos no último feriado? A dor no peito persistia, mas agora outra dor começava a perturbá-lo: a do arrependimento. Ele não conseguia distinguir qual era a mais forte, a da coronária entupida ou a de sua alma rasgando.
Escutou o barulho de alguma coisa quebrando dentro de seu coração, e de seus olhos escorreram lágrimas silenciosas.
Queria viver, queria ter mais uma chance, queria voltar para casa e beijar a esposa, abraçar a filha, brincar com o neto… Queria… Queria… Mas não deu tempo.
Como está sua vida? Qual o tempo que tem dedicado às coisas pequenas, mas importantes, da vida? E Deus, em que lugar você o coloca? Lembre-se, são poucas as pessoas que tem uma segunda e "nova oportunidade" de vida para mudar.

CAPITULO 8

7ª. Característica de um Discípulo
Ele é perseverante.

O verdadeiro discípulo nunca desiste mesmo em meio aos aparentes fracassos. O grande segredo na busca das conquistas de nossos sonhos é crer que nada nos impedirá de realizá-los. Não importa se o caminho será de flores ou de pedras, se será pavimentado e liso ou esburacado e cheio de obstáculos, se será transposto sob sol claro e brisa agradável ou grandes tempestades, o certo é que nós chegaremos lá.

O desânimo bateu a sua porta? Nem responda, faça de conta que você não esta em casa. Com certeza ele nunca lhe fará bem, sempre trará conseqüências desagradáveis para sua vida. O desânimo muitas vezes pode colocar tudo a perder, nos deixando solitários, revelando a nossa fraqueza e a falta de confiança no nosso Deus. O desânimo é muito egoísta. Sente-se magoado e acha que a culpa pelo que lhe acontece de ruim é sempre dos outros e nunca de si mesmo. Sente-se maltratado, injustiçado, é adepto do negativismo.
O desânimo pode ser o principal causador do fracasso.

OS OBSTÁCULOS DO CAMINHO.
Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra enorme, no meio de uma estrada. Então, escondeu-se e ficou a observar para ver se alguém se incomodava em tirá-la dali.
Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ela e simplesmente a ignoraram. Até murmuraram contra o rei, dizendo que ele não mantinha as estradas limpas; mas nenhum deles tentou remover a pedra.
Passa, então, um camponês com um grande molho de verduras. Ao aproximar-se da imensa rocha, põe de lado a sua carga e tenta removê-la. Após muita força e suor, conseguiu finalmente colocá-la na borda da estrada. E quando se preparava para voltar a pegar as verduras, notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra. Abriu-a e viu, maravilhado, que a bolsa continha muitas moedas de ouro e uma nota escrita pelo rei dizendo que aquele ouro era para a pessoa que tivesse removido a pedra do caminho.
O camponês aprendeu o que todos deveriam saber de cor: que todo obstáculo é sempre uma oportunidade de melhorarmos a nossa atual condição.

É muito fácil se manter positivo, e com uma atitude para cima, quando as coisas vão bem ao nosso redor. O grande desafio de viver é, quando a vida começa a lhe apresentar problemas, angústias e contínuas aflições. Porém, são em ocasiões como esta que uma postura de fé pode fazer a maior de todas as diferenças.

Manter uma atitude de fé em meio a problemas e circunstâncias adversas, não significa que você deva viver em um estado de negação, recusando-se a admitir os seus problemas. Pelo contrário, é necessário que você encare os problemas com clareza e realismo, à luz de suas implicações, sem se permitir ser lançado para o contra.

Em cada dificuldade, sempre está presente uma oportunidade. O nosso Deus tem uma habilidade muito especial de intervir em tempos de necessidades. Este é um fato tremendamente confortador. Portanto, para que você possa ver aquela oportunidade, é necessário buscar esta oportunidade. Isso significa olhar clara e objetivamente o problema, liberto da auto-piedade e comiseração, não importa quão escura e nebulosa sejam as nuvens sobre a sua cabeça. Não negue os seus problemas e não permita que eles venham a lhe negar as possibilidades que só podem ser experimentadas em meio a adversidades.

Um homem investe tudo o que tem numa pequena oficina. Trabalha dia e noite, inclusive dormindo na própria oficina. Para poder continuar nos negócios, empenha as próprias jóias da esposa. Quando apresentou o resultado final de seu trabalho a uma grande empresa, dizem-lhe que seu produto não atende ao padrão de qualidade exigido.
O homem desiste? Não!
Volta à escola por mais dois anos, sendo vítima da maior gozação dos seus colegas e de alguns professores que o chamavam de "visionário".
O homem fica chateado? Não!
Após dois anos, a empresa que o recusou finalmente fecha contrato com ele. Durante a guerra, sua fábrica é bombardeada duas vezes, sendo que grande parte dela é destruída.
O homem se desespera e desiste? Não!
Reconstrói sua fábrica, mas um terremoto novamente a arrasa.
Essa é a gota d"água e o homem desiste? Não!
Imediatamente após a guerra segue-se uma grande escassez de gasolina em todo o país e este homem não pode sair de automóvel nem para comprar comida para a família.
Ele entra em pânico e desiste? Não!
Criativo, ele adapta um pequeno motor à sua bicicleta e sai às ruas. Os vizinhos ficam maravilhados e todos querem também as chamadas "bicicletas motorizadas". A demanda por motores aumenta muito e logo ele fica sem mercadoria. Decide então montar uma fábrica para essa novíssima invenção.
Como não tem capital, resolve pedir ajuda para mais de quinze mil lojas espalhadas pelo país. Como a idéia é boa, consegue apoio de mais ou menos cinco mil lojas, que lhe adiantam o capital necessário para a indústria.
Encurtando a história: Hoje a HONDA CORPORATION é um dos maiores impérios da indústria automobilística japonesa, conhecida e respeitada no mundo inteiro. Tudo porque o Sr. Soichiro Honda, seu fundador, não se deixou abater pelos terríveis obstáculos que encontrou pela frente. Portanto, se você, como infelizmente tem acontecido com muitas pessoas, adquiriu a mania de viver reclamando e lamentando, pare com isso!

"No tocante a mim, confio na tua graça; regozije-se o meu coração na tua salvação. Cantarei ao Senhor, porquanto me tem feito muito bem".
(Salmos 13:5-6)

Um discípulo ovelha verdadeiro pode até ficar triste por situações em sua vida mais ele é alguém que levanta a cabeça e não deixa as circunstâncias negativas tirarem sua fé e esperança em Deus e nos sonhos de Deus na vida Dele, já os bodes falsas ovelhas se abatem por qualquer coisa e desistem sempre, nunca terminam o que começaram, sempre estão murmurando pelas adversidades, sempre olham para a situação sem fé e com incredulidade o seu foco é o que não aconteceu e sempre eles têm um culpado para eleger, mas não descobriram ainda que exista algo dentro deles que tem os impedido de vencer.

O caminho mais fácil para resolver as dificuldades é fugindo e desistindo de enfrentá-las, mas esse caminho é tortuoso e todas às vezes, que fugimos das adversidades sem enfrentá-las de frente somente adiamos o combate um dia teremos que enfrentar novamente.

Não vale a pena fugir e nem muito menos desistir, mas se cremos de verdade naquele que nos arregimentou, temos que crer que ele nos capacita a vencer mesmo o maior dos nossos inimigos, tenha coragem, lute, não corra da luta, você é já um vencedor antes mesmo de começar a lutar, deixe que ele lute por você e você certamente nunca será envergonhado.

CAPITULO 9

Você realmente é um Discípulo?

Jesus demonstrou seu compromisso para com a seleção de qualidade escolhendo apenas alguns homens dentre a multidão. (Lucas 6:13)

“O homem de quem tinham saído os demônios, rogou-lhe que o deixasse estar com ele: Jesus, porém, os despediu dizendo: Volta pra casa e conta aos teus tudo o que Deus fez por ti. Então foi anunciando por toda a cidade todas as cousas que Jesus lhe tinha feito. (Lucas 8:38,39)

Um grande executivo de Recursos Humanos, Ele estava acostumado á revelar grandes lideres de negócios, confidenciou a uma pessoa próxima à única vez, que foi surpreendido. Ele sempre costumava a fazer tirar o paletó e afrouxar o nó da gravata, colocar os pés em cima da mesa e falar de futebol, família, carros ou qualquer outro assunto até que ele via que a pessoa estava à vontade e daí fazia a seguinte pergunta: – Qual é o objetivo da sua vida? Ele disse que é impressionante que executivos de alto nível se intimidam diante dessa pergunta.
Certo dia durante uma entrevista com um candidato, depois de ter feito tudo que estava acostumado a fazer, fez a pergunta.
O candidato respondeu sem pestanejar disse: – Ir para o céu e levar comigo o maior numero de pessoas que puder Pela primeira vez na carreira daquele profissional ele disse que ficou sem saber o que dizer.

“Indo ele caminho fora, alguém lhe disse: Seguir-te-ei para onde quer que fores. Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis e as aves do céu ninhos; mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça. A outro disse Jesus: Segue-me. Ele, porém, respondeu: Permite-me ir primeiro sepultar meu pai. Mas Jesus insistiu: Deixa os mortos sepultar seus próprios mortos. Tu, porém, vai e prega o reino de Deus” ( Lucas 9 57-60)

Esses homens tinham prioridades erradas ou estavam presos a afetos antigos e por isso foram excluídos. Alguns que quiserem estar com Ele receberam a resposta que não poderiam.
O propósito do discipulado é equipar alguém que morreu para si mesmo a reproduzir noutras pessoas um caráter como o de Cristo.

Você tem um propósito eterno em sua vida?

No alto de uma montanha, três árvores sonhavam com seu futuro. A
primeira disse assim: Quero ser um baú cheio de tesouros. A segunda disse: Quero ser um grande navio e transportar reis e rainhas. E chegou a vez da terceira árvore, então ela disse: Quero ficar aqui e ser tão grande que, quando alguém olhar para mim, as pessoas se lembrem de Deus, disse a terceira.
Um dia, lenhadores cortaram as árvores. Da primeira, fez-se uma
manjedoura para animais. Da segunda, um pequeno barco. Da terceira, vigas que ficaram jogadas num depósito. Todas ficaram desiludidas e tristes com seu destino. Numa bela noite cheia de luz e estrelas, uma mulher colocou seu bebê recém-nascido na manjedoura. E a primeira árvore viu que guardava o maior tesouro do mundo.
Anos depois, o barco transportava um homem adormecido quando principiou uma tempestade. O homem levantou-se e disse paz, acalmando a tormenta.
E a segunda compreendeu que levava o rei do Céu e da Terra. Tempos mais tarde, numa sexta-feira, as vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nelas. A terceira árvore sentiu-se terrível e cruel.
Mas, no domingo seguinte, ela soube que o homem havia morrido para salvar a humanidade. As pessoas sempre lembrariam de Deus e de seu Filho quando olhassem para a cruz.

Vimos neste livro varias características de um discípulo verdadeiro onde você pode analisar sua vida se realmente tem sido alguém segundo o coração de Deus ou tem sido um mero freqüentador de igreja, mas que na verdade conhece a Deus parcialmente, por intermédio dos outros não tendo verdadeiramente uma intimidade com Deus.

Por muito tempo fui um freqüentador assíduo de igreja, mas não havia conhecido Jesus, pois meu caráter era distorcido, eu não me parecia com Jesus era apenas um falsificador do Reino de Deus que parecia ser cristão, mas lá dentro não era de verdade.

Hoje você tem a oportunidade de mudar isto em sua vida, através de uma atitude de fé e de coragem.

Se você deseja hoje se tornar um discípulo de Jesus, gostaria de sugerir uma oração: Diga assim.

Senhor Jesus, eu tenho te conhecido de ouvir falar, mas hoje quero te conhecer de andar contigo, não tenho sido um verdadeiro discípulo, mas quero hoje uma mudança do meu caráter, tenho te conhecido como salvador da minha vida, mas hoje quero te conhecer como o Senhor, dono e único proprietário de minha vida, obrigado pelo perdão dos meus pecados em nome de Jesus, amém.

Que Deus te abençoe ricamente em todas as áreas de sua vida. Você é agora um discípulo e como discípulo tem uma grande obra de Deus a realizar, mãos a obra você tem autoridade para mudar esta geração!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: