Veja quem você realmente é, um discípulo ovelha ou um lobo falsificador do Reino de Deus. – PARTE I


Veja quem você realmente é, um discípulo ovelha ou um lobo falsificador do Reino de Deus.

Prefácio

Capitulo 1: O que é ser um verdadeiro discípulo de Jesus

Capitulo 2: Ele deseja conhecer intimamente a Deus

Capítulo 3: Ele é Disponível

Capítulo 4: Ele sabe amar

Capitulo 5: Ele é Submisso

Capítulo 6: Ele é Fiel

Capítulo 7: Ele faz Discípulos

Capítulo 8: Ele é Perseverante

Capítulo 9: Você realmente é um Discípulo?

É interessante notar que estamos vivendo uma época de um cristianismo secularizado e pautado numa visão egoísta e individualista do Reino de Deus. Vivemos um evangelho que é difundido através de benefícios e trocas que obtemos, indulgências terrestres com nosso bom comportamento.

Mas quando olhamos para o passado, voltando á essência do cristianismo, vemos que a maior marca da igreja não era a massificação de um povo que vinha para receber sempre uma palavra de Deus, mas justamente o contrário, eram pessoas que iam oferecer algo, não apenas o seu dinheiro ou suas ofertas como hoje vemos; pagamos para receber uma motivação e uma palavra que vai nos levar ao sucesso.

A igreja ao contrário disso sabia que quando aceitavam publicamente, a sua fé era quase uma sentença de morte.

Este livro tenta trazer uma mensagem de compromisso independente dos benefícios, um cristianismo pautado no amor que não exige nada em troca para ser demonstrado.

Infelizmente, temos visto em nosso século, uma prostituição ética e promiscuidade eclesiástica sem precedente, onde aquilo que não é a ênfase bíblica se tornou a galinha dos ovos de ouro de uma grande quantidade de cristãos, que professam sua fé baseados em artimanhas humanas e sutis que no passado já desviou a igreja primitiva de sua real comissão, que era levar todo homem a ser parecido com Jesus.

Não espere um sorriso para ser gentil…
Não espere ser amado para amar…
Não espere ficar sozinho para reconhecer o amor de quem está ao seu lado.
Não espere ficar de luto, para reconhecer quem hoje é importante para você!
Não espere o melhor emprego para começar a trabalhar.
Não espere a queda para lembrar-se do conselho.
Não espere a enfermidade para saber quão é frágil à vida.
Não espere ter dinheiro aos montes, para então contribuir.
Não espere por pessoas perfeitas para então se apaixonar.
Não espere a mágoa para pedir perdão.
Não espere a separação para buscar a reconciliação.
Não espere elogios para acreditar em si mesmo.
Não espere a dor para acreditar na Oração.
Não espere o dia da sua morte sem antes…
Dar o melhor de você para servir a Deus.

Espero que você se identifique com este livro e saiba que tipo de cristão você tem sido, se é um homem que este mundo não é digno ou é alguém que conhece a palavra de Deus, mas não a vive na sua integridade; se você é um bode traiçoeiro que tem machucado aqueles que tentam te ajudar ou você é uma doce ovelha que tem em seu coração servir ao invés de ser servido.

Fleming era um pobre fazendeiro escocês.
Um dia, enquanto trabalhava para ganhar a vida e o sustento para sua família, ele ouviu um pedido desesperado de socorro vindo de um pântano nas proximidades.
Largou suas ferramentas e correu para lá.
Lá chegando, enlameado até a cintura de uma lama negra, encontrou um menino gritando e tentando se safar da morte. O fazendeiro Fleming salvou o rapaz de uma morte lenta e terrível.
No dia seguinte, uma carruagem riquíssima chega à humilde casa do escocês. Um nobre elegantemente vestido sai e se apresenta como o pai do menino que o fazendeiro Fleming tinha salvado.
"Eu quero recompensá-lo", disse o nobre. "Você salvou a vida do meu filho”.
"Não, eu não posso aceitar pagamento para o que eu fiz", responde o fazendeiro escocês, recusando a oferta. Naquele momento, o filho do fazendeiro veio à porta do casebre.
"É seu filho?” perguntou o nobre.
"Sim,” o fazendeiro respondeu orgulhosamente.
"Eu lhe farei uma proposta. Deixe-me levá-lo e dar-lhe uma boa educação. Se o rapaz for como seu pai, ele crescerá e será um homem do qual você terá muito orgulho”.
E foi o que ele fez. Tempos depois, o filho do fazendeiro Fleming se formou no St. Mary"s Hospital Medical School de Londres, ficou conhecido no mundo como o notável Senhor Alexander Fleming, o descobridor da Penicilina.
Anos depois, o filho do nobre estava doente com pneumonia.
O que o salvou? – Penicilina.
O nome do nobre? Randolph Churchill.
O nome do filho dele? "Sir" Winston Churchill.

A Bíblia nos ensina que colhemos o que plantamos.

CAPITULO 1

O QUE É SER UM VERDADEIRO DISCIPULO

Os homens que Jesus chamou para andar perto não eram os milionários da sua época e nem os grandes líderes religiosos existentes nas sinagogas, não eram políticos expressivos e nem autoridades de alto escalão do governo, eram homens comuns, mas que tinham em suas vidas algo que atraiu o olhar e a atenção de Jesus sobre eles.

É impressionante notar que esses homens provavelmente hoje em dia dentro da maioria das igrejas seriam pessoas deixadas de lado, pois não teriam uma coisa que hoje achamos fundamental em se tratando de liderança, que é potencial para serem grandes líderes.

Jesus escolheu os seus discípulos somente depois de passar “à noite orando”.
“Naqueles dias retirou-se para o monte a fim de orar, e passou a noite orando a Deus, e quando amanheceu chamou a si os seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolos” (Lc. 6:12-13)

O que foi que Jesus viu naqueles homens?

Será que se você estivesse naquele tempo sendo um dos que andavam com Jesus você como aqueles homens chamariam a atenção de Jesus?

Eles não tinham alguma coisa externa que pudesse chamar atenção, mas tinham algo dentro deles que era muito mais valioso do que os seus bens ou atributos humanos.

Você pode ter inteligência reconhecida pelo mundo todo, pode ter bens, e por esse motivo muitos acharem que você é alguém interessante para a obra de Deus, pode ter habilidades maravilhosas com a arte e achar que isso é suficiente para Deus te levantar como alguém que vai marcar essa geração, mas o que aqueles homens tinham ia além dessas qualidades.

Jesus fez pescadores de homens somente daqueles que estavam dispostos a segui-lo.

“E disse-lhes: Vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens” (Mat. 4:19)

Jesus diz isso para pescadores de peixes e com isso, ele tira o foco daqueles homens do que é natural e coloca esse foco sobre vidas que para Deus é muito mais valioso do que qualquer tesouro humano. Jesus através desse convite está mudando não apenas a profissão desses homens, Ele está modificando o modo de pensar deles, era um convite pouco peculiar, era um convite para uma mudança completa de perspectiva de vida.

E para isso é necessário coragem, pois não é fácil como se parece mudar toda nossa estrutura de pensamento, passar a pensar como Ele pensa passar a sentir como Ele sente, e tudo que aprendemos colocar no chão e deixar para trás. Tem que haver uma força de vontade muito grande para tomar essa atitude, é aí que podemos dizer que morreremos para os nossos conceitos humanos e começaremos a viver para os conceitos do reino de Deus.

As coisas humanas e terrenas deixam de ser para nós uma procura e começam a ser uma conseqüência. As bênçãos deixam de ser perseguidas para correrem atrás.

Isso é uma grande mudança, pois deixamos de olhar para os benefícios apenas do viver em Cristo, por que nosso foco não está em receber, mas nosso foco estará em viver uma vida voltada para o Reino de Deus.

Havia uma gota em uma nascente de rio.
Era uma simples gota, nada mais que isso. Mas em sua insignificância tinha uma utopia, um sonho.
Sonhava em um dia, após vencer a correnteza e chegar ao encontro das águas, virar mar.
Ora, quanta pretensão! Uma gota, uma simples gota, querendo virar mar.
Era difícil, sabia ela, porém não impossível.
E agarrando-se nesse fio de esperança seguiu o seu curso natural de rio, sempre pensando no dia em que certamente encontraria o oceano.
Desafios foram surgindo: pedras, evaporação, galhos, entre outros obstáculos, mas ela nunca desistia.
Outras gotas que partiram com ela não chegaram ao fim, ficaram pelo caminho.
Esta, porém, talvez pela sua persistência, pela fé que tinha de uma forma ou de outra sabia que um dia chegaria lá; e de fato, chegou.
Venceu todos os obstáculos, chegou ao encontro das águas e finalmente realizou seu grande sonho.
Hoje aquela gota, aquela ínfima gota, é mar.
Graças à sua persistência conseguiu o que era considerado uma utopia, uma pretensão incomensurável.
Não importa, hoje aquela gota é mar.
Você também pode ser mar, só depende de si próprio.
Você pode ser como aquelas gotas que ficaram pelo caminho, ou como a gota que protagonizou esta estória. Só depende de você!

Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, Eternamente firme. (Salmo 124:1)

Ouse sonhar os sonhos que Deus tem com você. (Jó 42:2)

Será mesmo que você está disposto a abrir mão dessa boa vida onde cobra dos pastores ou dos seus lideres sempre um banquete espiritual que vai mudar a sua vida?

Seguir Jesus é bem mais fácil do que ser um discípulo, você só tem o compromisso de ouvir e dar palpites. Não precisa se preocupar em procurar alimento, pois ele vem a sua boca, você só não entendeu ainda que aqueles que recebem alimento na boca estão presos numa gaiola espiritual e o diabo te alimenta todos os dias só pra que você não perceba que existe uma grande obra de Deus aí fora esperando você acordar.
Existem pessoas que estão morrendo, existem amigos teus que estão sendo aliados pelo diabo para ser tornarem dependentes do álcool, das drogas, talvez teu vizinho esteja agora pensando em suicídio e teu amigo de trabalho possa estar chorando em sua casa sem saber pra onde correr.

Mas e você? Esta feliz porque recebeu seu alimento do dia a dia, de vez e quando você reclama que as pessoas não fazem nada na igreja, cobra de todo mundo. Mas você mesmo está com a sua bandeja vazia, cadê os teus frutos?

Onde estão às pessoas que Deus te usou para ganhar para o Reino de Deus ou o que você tem oferecido a Deus como sacrifício vivo e santo e agradável a Deus?

“Rogo-vos, pois irmãos pelas misericórdias de Deus que apresenteis os vossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus que é vosso culto racional, e não vos conformeis com este século, mas transformais-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm. 12:1-2)

Cuidado! Você pode estar sendo enganado por você mesmo, talvez você ache que é um cristão verdadeiro só porque vai à igreja, porque alguém está te discipulando ou porque dá o seu dizimo todo mês na igreja, mas isso não é ser cristão.
E o primeiro passo para que você seja um discípulo verdadeiro é nascer de novo. (Jo. 3:3)

Nestes próximos capítulos vamos estar vendo as características de um verdadeiro discípulo de Jesus e você poderá fazer uma auto-análise para saber quem realmente tem sido.

CAPITULO 2

1ª. Característica de um Discípulo: Ele deseja conhecer intimamente a Deus.

Seu espírito dócil indica fome de Deus e sede de justiça. O maior problema de não termos desejo de conhecer a Deus intimamente é quando nos achamos muito bons para pedir ajuda a Deus.

Somente aqueles que têm fome de Deus são pessoas que pararam de acreditar que sua força possa ajudá-los, quando colocamos nossa fé em métodos, fórmulas pré-fabricadas ou artifícios humanos, (não digo que estas coisas, não têm o seu lugar), mas sim que quando dependemos destas coisas e não de Deus corremos o risco de nos frustramos e muitos ainda tentarão colocar em Deus a culpa pelas suas próprias frustrações dizendo que fizeram tudo certo e nada aconteceu.

Cuidado!Você pode estar num caminho perigoso: o caminho da soberba e da arrogância.

“O sábio não deve se orgulhar da sua sabedoria, nem o forte, da sua força, nem o rico da sua riqueza, se alguém quiser se orgulhar que se orgulhe de me conhecer e de me entender, porque eu o Senhor sou Deus de amor e faço o que é justo e direito no mundo e estas são as coisas que me agradam.” (Jer. 9:23-24).

O nome “Saul” no Hebraico e o nome “Saulo” no grego são da mesma raiz. Significam “celebridade ou solicitado”. Grandes homens que tiveram um fim diferente um do outro. Saul não mudou seu coração ele se sentia insubstituível alguém importante demais para ser substituído por um menino sem nenhuma expressão como Davi, esse espírito permeia muitas igrejas hoje em dia, as pessoas querem se sentir importantes, maiores do que elas realmente são, e isso ofende a Deus, pois é pecado.
Somente aqueles que se tornam como crianças podem realmente experimentar a intimidade de Deus, quando, como Jesus, se esvaziam de suas capas, de seus direitos e de seus títulos podem realmente encontrar uma verdadeira presença de Deus em suas vidas. Já Saulo que mudou o nome para Paulo que quer dizer “Pequeno” isso sim, foi uma grande mudança, a celebridade muda para pequeno, pois somente pequeno poderia ver que a dependência de Deus o levaria a ser a figura mais importante da igreja primitiva e o maior escritor do Novo testamento.

Quando alguém de fato conhece pessoalmente a Deus ele muda a sua vida por completo.

Enquanto você se sentir importante vai perceber que Deus não poderá te fazer um verdadeiro discípulo de Jesus, pois você será auto-suficiente demais para depender mais Dele.

Num dos momentos mais difíceis do meu ministério Deus me pediu três dias de jejum total: no primeiro dia foi tudo muito normal, não senti nem fome, estava triste e me sentindo no chão, sem forças pra levantar, no segundo dia algo parecia mais limpo, parece que comecei a escutar a voz de Deus de novo, porque tinha andado tão angustiado que me esqueci de ouvir o que Deus pensava de mim, mas no terceiro dia foi sobrenatural, Deus falava comigo pessoalmente, pois a minha resistência em achar que eu poderia fazer algo humano naquela situação tinha sido quebrada. E Ele me levou a um texto que marcou a minha vida em Jeremias 17:5-10.

“Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço” (vers 5)

Foi um tapa na minha cara, e eu precisava disso, descobri que estava tão frustrado porque tinha confiado na força do homem, muitos pastores ou líderes tem se frustrado em seus ministérios porque confiam nas pessoas que estão com eles, confiam nos seus lideres, confiam na sua habilidade no púlpito, veja bem, não estou dizendo de confiança no sentido de se relacionar como corpo de Cristo, mas estou dizendo sobre quando colocamos nossas expectativas em pessoas tiramos nossos olhos de Deus, e mesmo que essas pessoas nos deixem, nos traiam ou mesmo não correspondam as nossas expectativas, isso não pode tirar nossa fé e confiança em Deus que nunca vai falhar.

Foi uma bomba na minha vida e nunca mais vou esquecer o que Deus me falou naqueles dias. Passei aquelas madrugadas orando e buscando a Deus, foi incrível!

Mas conhecer intimamente a Deus nos faz depender Dele totalmente, e isso é um caminho a ser percorrido, não é uma atitude isolada, ser verdadeiramente discípulo implica estar disposto a percorrer sempre sem desistir diante das adversidades que irão certamente surgir a nossa frente.

Deus sempre age certo!

”Certa vez, um homem pediu a Deus uma flor e uma borboleta. Mas Deus lhe deu um cacto e uma lagarta. O homem ficou triste, pois não entendeu o porquê do seu pedido vir errado.
Daí pensou: Também, com tanta gente para atender… E resolveu não questionar.
Passado algum tempo, o homem foi verificar o pedido que deixou esquecido. Para sua surpresa, do espinhoso e feio cacto havia nascido a mais bela das flores e a horrível lagarta transformara-se em uma belíssima borboleta.
Deus sempre age certo. O seu caminho é o melhor, mesmo que aos nossos olhos pareça estar dando tudo errado.
Se você pediu a Deus uma coisa e recebeu outra, confie. Tenha a certeza de que Ele sempre dá o que você precisa, no momento certo.
Nem sempre o que você deseja…, é o que você precisa. Como Ele nunca erra na entrega de seus pedidos, siga em frente sem murmurar ou duvidar. O espinho de hoje…, será à flor de amanhã”.

Moisés antes de ter tido um encontro com Deus era alguém irritado, violento e que matou um egípcio por causa de um desentendimento.

“… feriu um egípcio e o escondeu na areia” (Ex. 2:12)

Após ele ter tido um encontro verdadeiro com Deus ele se tornou um exemplo de paciência e de humildade a ponto de interceder pelo povo para que não fosse destruído.

“Agora perdoa o seu pecado se não risca-me, peço-te do teu livro que tens escrito” (Ex. 32:32)

Alguma coisa mudou dentro dele, pois suas reações não eram mais as mesmas, ele havia mudado totalmente de dentro para fora.

“Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos, porque se alguém é ouvinte da palavra e não praticante assemelha-se ao homem que contempla num espelho o seu rosto natural, pois a si mesmo se contempla e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência, mas aquele que considera atentamente na lei perfeita, lei da liberdade e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso e praticante, esse será bem aventurado no que realizar” (Tiago 1:22-25)

Esse é o primeiro passo para nos tornarmos discípulos, ter um desejo verdadeiro em nosso coração de ouvir a voz de Deus. Quando você tem intimidade com ele e tem fome Dele coisas vão ser mudadas na sua vida, pensamentos que você estava acostumado a ter não serão mais aceitos em seu coração e isso implica em morrer para você mesmo.

CAPITULO 3

2ª. Característica de um Discípulo: Ele é disponível.

“Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão chamado Pedro, e André que lançavam rede ao mar, porque eram pescadores e disse-lhe: Vinte após mim e eu vos farei pescadores de homens. Então eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. Passando adiante, viu outros dois irmãos. Tiago, filho de Zebedeu e João seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, concertando as redes e chamou-os. Então eles no mesmo instante deixando o barco e seu pai o seguiram. (Mat. 4:18-22).

Sempre que tiver oportunidade, o verdadeiro discípulo está disponível e ansioso por estar com seu líder. Sua disponibilidade demonstra a importância que ele dá ao relacionamento de discipulado e o Reino de Deus em sua vida.

Jesus exigiu que seus discípulos abandonassem tudo o que tinham até mesmo suas próprias vidas para segui-lo. Eles teriam de atingir o seu padrão.

Temos a tendência de dizer que não temos tempo para mais nada, e isso é uma arma que satanás tem usado para nos tirar dos trilhos do verdadeiro evangelho. Hoje em dia cada vez mais as coisas se tornam instantâneas e superficiais. Temos tantos cultos que não temos tempo para desenvolver relacionamentos profundos, temos tantos afazeres que não temos tempo de qualidade para ouvir um ao outro e quando estamos juntos ninguém mais fala, pois voltamos toda a nossa atenção para um aparelho chamado “televisão”.

“Era uma vez uma jovem, que tinha tudo, um marido maravilhoso, filhos perfeitos, um ótimo emprego, uma família unida, uma igreja abençoada. O estranho é que ela não conseguia conciliar tudo isso, o trabalho e os afazeres lhe ocupavam todo o tempo. O trabalho lhe consumia muito tempo, ela tirava da família, se surgiam problemas, ela deixava de lado o seu ministério… E assim, as pessoas que ela amava e o seu chamado era sempre deixado para depois.
Até que um dia, seu pai lhe deu um presente: Uma flor caríssima e raríssima, da qual só havia um exemplar em todo o mundo. E disse a ela: Filha, esta flor vai te ajudar muito mais do que você imagina! Você terá apenas que regá-la e podá-la de vez em quando, e às vezes conversar um pouquinho com ela, e ela te dará em troca esse perfume maravilhoso e essas lindas flores.
Mas o tempo foi passando, os problemas surgiam, o trabalho consumia todo o seu tempo e não lhe permitia cuidar da flor, ela não tinha tempo para ligar para ninguém e nem ajudar aqueles que ela sabia que precisavam dela. Ela chegava a casa, olhava a flor e as flores ainda estavam lá, não mostravam sinal de fraqueza ou morte, apenas estavam lá lindas, perfumadas. Então ela passava direto. Até que um dia a flor morreu.
Ela chegou a casa e levou um susto! A flor estava completamente morta, suas raízes estavam ressecadas, suas flores caídas e suas folhas amarelas. Ela chorou muito, e contou a seu pai o que havia acontecido.
Seu pai então respondeu: Filha! Eu não posso te dar outra flor, porque não existe outra igual a essa, ela era única!”

Assim como seus filhos, seu marido e seus irmãos em Cristo, seus pastores e seus discípulos ou pessoas que Deus te deu para que você os abençoasse.
Todos são bênçãos que o Senhor te deu, mas você tem que regá-los, podá-los e dar atenção a eles, pois assim como a flor, os sentimentos também morrem.
Você se acostuma a ver a flor sempre lá, sempre florida, perfumada, e se esquece de cuidar dela. Cuide das pessoas que você ama!

E você? Tem cuidado das bênçãos que Deus tem te dado?
Lembre-se sempre da flor, pois como ela, você também é benção do Senhor. Ele nos dá, mas nós é que temos que cuidar.

Por isso a marca de um discípulo é estar disponível para o projeto que Deus tem e isso implica em dizer que o que é mais importante em nossa vida é estar estudando a bíblia ou tendo um tempo com aqueles que têm autoridade sobre nossas vidas.

O pão Novo: “Era um fim de tarde de sábado, eu estava molhando o jardim da minha casa, quando fui interpelado por um garotinho com pouco mais de 9 anos, dizendo:
– Tem pão velho?
Essa coisa de pedir pão velho sempre me incomodou desde criança.
Olhei para aquela criança tão nostálgica e perguntei:
-Onde você mora?
-Depois do zoológico.
-Bem longe, hein!
-É, mas eu tenho que pedir as coisas para comer.
-Você está na escola?
-Não. Minha mãe não pode comprar material.
-Seu pai mora com vocês?
-Ele sumiu.
E o papo prosseguiu, até que disse:
-Vou buscar o pão, serve pão novo?
-Não precisa não, o senhor já conversou comigo, isso é suficiente.
Esta resposta caiu em mim como um raio.
Tive a sensação de ter absorvido toda a solidão e a falta de amor daquela criança, daquele menino de apenas 9 anos, já sem sonhos,sem brinquedos, sem comida, sem escola e tão necessitado de um papo,de uma conversa amiga.”

Quantas lições podemos tirar desta resposta? "Não precisa não, a senhora já conversou comigo, isso é suficiente!" Que poder mágico tem o gesto de falar e ouvir com amor!

““Este Pão de Amor não fica velho, porque é fabricado no coração de quem acredita naquele que disse: -” EU SOU O PÃO DA VIDA “.
Aqui muitos naufragam, pois estão tão envolvidos com seus próprios afazeres que através de suas atitudes dizem para Deus que eles não têm tempo para perder com o seu reino, porque tem muitas coisas suas para serem resolvidas.

Talvez você não entenda quando o seu pastor ou líder te chama para lavar o carro, ou mesmo quando ele te chama para qualquer coisa, não vai importar o que você fará, mas importa a oportunidade de aprender com aquele que Deus escolheu para abençoar a sua vida.

“Uma jovem que era constantemente advertida por sua mãe para que buscasse a Cristo antes que fosse tarde demais, um dia respondeu-lhe com impaciência: “Eu vou mãe, mas não agora”. Agora é meu tempo de curtir a juventude".
Quando o pastor um dia visitou essa família, aquela mãe piedosa falou sobre a atitude da filha. O pastor estava tomando um cafezinho quando a filha entrou na sala.
Educadamente, o pastor ofereceu-lhe a sua xícara com um restinho de café no fundo, dizendo:
“Você pode beber o resto, pois eu não quero mais".
Ela se ofendeu, respondendo: "O senhor está sendo grosseiro em me oferecer o que o senhor mesmo não quer mais”.
Depois de um pequeno silêncio, o pastor disse:
"Mas, filha, não é isso que você pretende oferecer a Deus?"”

Cada convite para o discípulo verdadeiro é uma oportunidade de crescer e servir. Ele não mede esforços para receber algo novo de Deus em sua vida. Mas para aqueles que querem apenas receber será um peso aquela reunião a mais que o seu líder te pediu para ir, isso só demonstra que tipo de coração você tem e o pior, muitas vezes são desculpas mentirosas e não verdadeiras só para você fazer a sua própria vontade.

Se você só faz por fazer e dá seu resto para Deus saiba que Deus não recebe aquilo que você dá, pois Deus não quer o resto, Deus quer seu tudo.

Pessoas que tem orado todos os dias pela sua vida e da sua família, mas você não tem tempo para fazer a obra de Deus, por estar tão ocupado com os afazeres deste mundo que deixou de dar prioridade para aquilo que Deus gostaria que você estivesse fazendo.

Jesus exigiu de seus discípulos tudo porque menos que isso seria nada para Ele. Muita gente que acha que é discípulo se engana, pois se conhece um discípulo de verdade quando ele sempre esta por perto, ele sempre vai estar no lugar certo para ajudar o reino de Deus. E sabe de uma coisa? Tem gente que se esconde atrás de artifícios para poder justificar a sua falta de comprometimento com o Reino de Deus, você pode enganar as pessoas, mas não pode enganar a Deus.

Lembre-se que o Pai da mentira é o diabo então pare de mentir pra você mesmo e para os outros e assuma que você não dá o seu melhor pra Deus porque Ele não é tão importante na sua vida.

Muitos preferem ao invés de cumprir o seu chamado se divertir diante de novelas feitas para o povo de Deus perder seu tempo livre as noites, pra jogar bola, pra ir ao cinema, pra fazer um passeio no shopping, as pessoas tem dinheiro e tem tempo, mas muitas vezes para estar perto do seu líder você reclama, muitas vezes para estar visitando um discípulo você é displicente e não tem tempo. Você é uma vergonha no reino de Deus, pois aquele que é morno Deus vomita da sua boca.

Você pode enganar as pessoas que estão perto de você, você pode até enganar o seu líder, mas você não pode enganar a Deus e se ele pedisse hoje pra você como fez com os seus discípulos vem larga tudo e segue-me?

Será que você teria mesmo coragem de segui-lo?

Você estaria disposto a largar sua novelinha das oito ou aquela partida de futebol ou aquele passeio no shopping para cumprir o chamado de Deus em sua vida?

Muitas pessoas se escondem atrás de seus afazeres para poder dizer que não se comprometem mais com Deus porque estudam ou trabalham em serviços que tiram todas as suas forças, mas servir a Deus é em todo o lugar em todos os momentos.

A maior marca de que você é um discípulo que tem uma atitude de disponibilidade é como você usa seu tempo para servir a Deus.

Se você gasta alguns momentos fazendo a vontade de Deus na sua semana então meu querido a coisa está muito ruim, pois quando temos compromisso com o reino de Deus ele corre em nossas veias.
Uma vez elaborei uma pesquisa para saber o que as pessoas cristãs conversavam durante a semana, qual era sempre o foco das conversas quando não estavam na igreja; e para minha decepção descobri que a maioria dos cristãos fala muito pouco de reino de Deus, às vezes alguns só se lembram quando vão para a igreja.

É interessante como cantamos aquilo que não vivemos uma das canções que mais gosto é uma canção de adoração a Deus que diz:
“Abro mão dos meus sonhos, abro mão da minha vida abro mão das riquezas por ti…”.

Do que você abre mão por causa do Reino de Deus?

Se você nunca está disponível para ser alimentado por seu líder, se não tem tempo para fazer uma visita durante a semana ou no horário de almoço ou mesmo não abre mão de almoçar para ler a bíblia um dia então não abre mão de nada por causa de Deus. Será que você abre mão de comprar uma roupa nova para seu filho para investir no reino de Deus? Será que tem coragem de abrir mão do seu descanso para ir naquela reunião que seu líder marcou ou Ele precisa te pedir muitas vezes pra ir e daí só por um favor você vai algumas vezes e depois arranja alguma desculpa pra não ir mais?

Eu gostaria que você parasse alguns minutinhos e pensasse se você realmente é um discípulo ovelha ou é um bode velho vestido de ovelha? Bodes Espirituais sempre estão cansados e não tem tempo para aquilo que é de Deus eles sempre estão reclamando de alguma coisa, do salário que é baixo, do culto que é longo, das pessoas que são pecadoras ou da falta de dinheiro, mas discípulos estão preocupados em deixar suas redes e se for necessário até seu pai para seguirem Jesus.

 

CAPITULO 4

3ª. Característica de um Discípulo:
Ele sabe Amar

“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (Jo. 13:35)

Uma criança perguntou á uma professora: O que é o amor?
A professora sentiu que a criança merecia uma resposta à altura.
No recreio, pediu para que cada aluno trouxesse o que mais despertasse nele o sentimento. Ao voltarem ela disse:
Quero que mostrem.
A 1ª criança disse: Eu uma flor.
A 2ª criança falou: Eu uma borboleta
A 3ª criança completou: Eu um filhote de passarinho.
Uma criança ficou quieta o tempo todo. Ela estava vermelha de vergonha, pois nada havia trazido.
Ela perguntou: Porque você nada trouxe?
E a criança disse: Desculpe professora Vi a flor e senti o seu perfume, mas deixei-a para que o seu perfume exalasse por mais tempo.
Vi também a borboleta. Ela parecia tão feliz. Vi também o passarinho caído, mas ao subir na árvore fiquei com dó da sua mãe! Trago comigo o perfume da flor, a sensação de liberdade da borboleta e a gratidão que senti da mãe do passarinho.
Como posso mostrar o que trouxe?

Lembre que Deus te deu o mais puro dos sentimentos Jesus um dia falou: "em verdade vos digo que quem não receber o reino de Deus como criança, de maneira nenhuma entrará nele" (Mc 10:15)
Amor não é receber é dar, não é magoar é incentivar, não é descrer é crer, não é criticar é apoiar, não é ofender é compreender, não é julgar é aceitar, não é esquecer é perdoar é simplesmente Amar!
Os verdadeiros Amigos são como estrelas Nem sempre O vemos só Sabemos que eles estão Sempre lá!

Que tipo de amor Jesus está falando? Vamos ver o tipo de amor que Jesus nos ensina a viver: I Cor. 13:4-8 (LH)

– Quem ama é paciente e bondoso…
Paciência: Perseverança Tranqüila, o verdadeiro discípulo de Jesus não é alguém que sempre ganha uma discussão, mas prefere perder qualquer discussão e ganhar um amigo. Ele é paciente e bondoso diante das fraquezas dos outros, sabe compreender e ajudar aquele que precisa de ajuda e não se sente menor em andar a segunda milha com ninguém, pois sempre está disposto á ajudar os outros, mesmo muitas vezes não tendo nada em troca. Não fica criticando as pessoas pelos seus erros, mas foca sua vida em auxiliar discernindo como pode fazer o melhor para os outros. Você já pensou sobre quantos amigos em potencial você perdeu porque os julgou pela primeira impressão? É interessante como a primeira impressão raramente nos dá uma impressão certa sobre a outra pessoa. Não vamos poder avaliar pessoas com exatidão até o Senhor nos revelar, no julgamento final, o que elas têm no coração.
Não acha que devemos dar uma chance para as pessoas revelarem o que têm no coração antes de chegar a uma decisão sobre elas?
Não julguemos apenas pela aparência!

– Quem ama não é ciumento… (Arder em ciúmes).
Ciúmes: Zelo amoroso e inveja. Conhecemos um verdadeiro amigo diante do sucesso, pois quando alguém está sendo abençoado temos a tendência de nos sentirmos inferiores, quando alguém que conhecemos troca de carro e nós não temos dinheiro para fazer o mesmo, muitas vezes nos sentimos incomodados com o sucesso alheio a isso se dá o nome de inveja, mas nunca assumimos esse sentimento mesmo sendo algo que convivemos diariamente. Não é fácil para o ser humano ver os outros crescerem e ver que você ás vezes não cresce na mesma proporção. Mas o verdadeiro discípulo de Jesus sabe se alegrar com os que se alegram, sabe amar a ponto de querer que os outros sejam melhores que ele, sabe deixar que as pessoas cresçam mesmo que ele fique para trás, sabe ver a ascensão dos outros como sua própria vitória. Isso realmente é morrer para si mesmo. Isso só pode ter quem ama de verdade, pois quando nos sentimos incomodados com o crescimento dos outros é porque não os amamos de verdade como Cristo nos amou.

– Quem ama não é orgulhoso… (Não se ufana)
Orgulho: Elevado conceito que alguém faz de si mesmo. Muitas vezes somos muito compreensivos com nossos erros e somos extremamente irritados com os erros dos outros. Orgulho é a incapacidade de olhar os outros como superiores a nós e a palavra de Deus nos exorta que é desta forma que devemos nos relacionar com os outros, o verdadeiro discípulo de Jesus sabe se colocar debaixo de liderança e ter respeito por toda e qualquer autoridade, pois ele sabe o seu lugar, não invade o espaço dos outros, mas por causa do amor sabe se submeter mesmo diante das falhas alheias. Muitas vezes julgamos as pessoas por falhas isoladas achando que podemos condenar as pessoas como verdadeiros juizes, vivem achando defeitos em todos por causa do orgulho pessoal, na verdade nos sentimos melhores do que os outros e por causa de uma falha condenamos tudo que aquela pessoa fez de bom a sua vida inteira. Os bodes ou falsos cristãos fariseus são habilidosos nisto, julgam com muita facilidade por causo daquilo que esta dentro do seu coração que é orgulho e soberba, mas o verdadeiro discípulo sabe olhar com misericórdia para uma vida que necessita de ajuda.

"Pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes" (Efésios 6:12).

Durante a guerra, um oficial de artilharia apontou sua arma com grande precisão contra um grupo de homens colocados na floresta, bem à sua esquerda. Quando o comandante levantou o seu binóculo, ajustando-o para a direção do tiro, disse a seu comandado, friamente: "Boa pontaria, capitão, mas não atire mais. Aqueles são os nossos companheiros do trigésimo nono pelotão.”
Esse grave erro é repetido, tristemente, com muita freqüência no exército do Senhor. Muitas vezes, as armas de fogo espirituais que poderiam ser usadas para derrubar as fortalezas de Satanás são desviadas e apontadas contra irmãos cristãos!
Um dos grandes truques do diabo para arregimentar os soldados de Cristo a fim de fazê-los destruir a si mesmos é o julgamento. É muito comum vermos cristãos procurando encontrar erros na vida de outros irmãos. Uns vigiam a hora em que os demais chegam à igreja, outros reparam no tipo de vestimenta dos irmãos e irmãs. Alguns prestam atenção se o vizinho deu ou não uma oferta e outros estão lá apenas para criticar o louvor e a palavra do pregador.
O Senhor nos salvou e nos recrutou para ser, como diz um antigo hino, "um dos tais." E para que sejamos uma bênção em Suas mãos, precisamos estar atentos espiritualmente para não errar o alvo. Não fomos chamados para encontrar erros nos irmãos e sim para abençoá-los. É claro que não devemos concordar com erros, mas não temos o direito de fazer qualquer julgamento. Devemos orar por aqueles que não dão um bom testemunho e procurar ajudá-los para que a luz do Senhor também brilhe em suas vidas. Quando criticamos os irmãos, estamos, sem o perceber, fazendo o jogo de Satanás e, ao mesmo tempo, derrubando a eles e a nós também. Siga as instruções do Comandante Jesus e você não errará o alvo.

– Quem ama não é vaidoso… (Não se ensoberbece)
Vaidade: Desejo exagerado de atrair a atenção,homenagens ou reconhecimento dos outros.
Porque fazemos alguma coisa para Deus?
Se você não é reconhecido pelas pessoas que estão acima de você e isso te incomoda é porque talvez esteja fazendo as coisas para as pessoas e não para Deus. A falta de reconhecimento pode levar as pessoas á depressão e a angústia, talvez seja assim que você esteja se sentindo agora, mas quando aprendemos a amar os outros mesmo sem sermos reconhecidos nossa vida não é afetada pelo que os outros possam ver do nosso trabalho, pois fazemos porque amamos e não precisamos de platéia para que isso seja evidenciado.
A ambição e a vaidade é o nome da avenida que leva o homem à destruição moral e espiritual, faz com que ele não perceba a beleza das pequenas coisas do dia-a-dia, onde existem verdadeiros tesouros. O medo de perder suas “conquistas” o levará a percorrer caminhos que certamente não agradarão a Deus. O fim do caminho do ganancioso é ter alegrias passageiras, que aprisionam a alma. A ganância é uma droga perigosa, ela alucina cega e causa dependência até a morte. Para muitos é uma característica dos vencedores, para nós nada mais é do que um sintoma de falta de humildade e saudável dependência de Deus.
A vaidade é terrível ela corrói e derruba grandes homens de Deus, por isso o verdadeiro amor é aquele que faz sem precisar ser notado. Se deixarem de te agradecer por alguma coisa que você fez de bom e isso te incomodar é talvez porque você fez para ser notado.

– Quem ama não é grosseiro… (Não se conduz inconvenientemente)
Grosseiro: mal educado ou falta de educação.
Existe muita gente que confunde autoridade com oportunidade de pisar nos outros. O verdadeiro discípulo sabe tratar bem todas as pessoas porque as ama de verdade, sabe falar com a esposa ou esposo com firmeza sem ser grosseiro, sabe repreender uma pessoa com carinho e amor sem precisar usar de desprezo por esta pessoa, ele ama e por isso sabe conduzir sua vida como reflexo da vida de Jesus, sabe ser agradecido por aqueles que o abençoaram, sabe ser verdadeiro sem que isso sirva de desculpa para ser mal educado, usar do adjetivo “ser verdadeiro” para dar patadas nos outros, isso não é verdade, pois ser verdadeiro é falar da forma certa que é com amor e respeito pelos outros. Se você como eu, tem o temperamento um pouco mais forte, melhor ainda, você terá a oportunidade de depender mais de Deus para fazer esse principio valer no seu dia a dia. Cuidado com suas explosões, elas irão refletir o quanto você Depende verdadeiramente de Deus e nada pode ser impossível para ser mudado como vemos em I Cor. 10:13.

– Quem ama não é egoísta (Não procura seus próprios interesses).
Egocentrismo: Considerando-se sempre a figura central.
Egoísmo: Excesso de amor próprio. O egoísmo é a maior religião do mundo, pois é o culto a si mesmo. O discípulo que tem o amor verdadeiro dentro de si sabe dar valor á outras pessoas, infelizmente muitas pessoas acham que apenas aquilo que ela faz tem valor e o que os outros fazem não tem valor nenhum. Muitas vezes por causa do nosso egoísmo nem prestamos atenção ao que as pessoas nos dizem, pois estamos tão preocupados com nossos afazeres que pra nós é perda de tempo escutar o problema das pessoas.
Em alguns lugares isso é até explorado como forma de fé, buscamos somente aquilo que nos traga benefício próprio, onde esquecemos que nosso chamado principal é ajudar os outros, conforme vemos em Mateus 28:18-20. O culto a si mesmo ou as minhas necessidades me leva a não olhar para a necessidade dos outros que estão ao meu redor e o verdadeiro discípulo tem sensibilidade para ver as necessidades daqueles que estão ao seu redor como era Jesus, Ele estava sempre disposto a ajudar aqueles que eram necessitados, as prostitutas, aos ladrões e muitos outros enfermos que necessitavam de ajuda, mas quando somos egoístas olhamos para nós mesmo e não temos nem tempo, nem paciência em ajudar os outros por achar que somos o centro do universo.

– Quem ama não fica irritado. (Não se exaspera).
Irritabilidade: Zangado, Nervosismo. Aqui está um estágio avançado do amor ágape, ele não deixa que a irritação tome conta da sua vida. Você pode ser tentado, mais por causa do amor você consegue dominar esse câncer que muitas vezes quer tomar conta da nossa vida. A tentação vem e você vence, mais se não consegue vencer é porque não esta amando com o amor de Deus, e sim com a força do seu amor humano, o amor ágape é o amor que emana do Pai, é aquele que levou Jesus a morrer na cruz em nosso lugar por isso só podemos ter esse amor quando buscamos a Deus, é um amor sobrenatural, pois no natural teremos reações cheias de irritação que nos levarão a nos afastar de determinadas pessoas que nos irritam através de suas atitudes ou mesmo personalidade. O verdadeiro discípulo de Jesus sabe que pode vencer a irritação através da dependência de Deus e mortificando a sua própria carne fazendo morrer a sua velha natureza humana.

– Quem ama não guarda mágoas. (Não se recente do mal). Mágoa significa estar Ferido, ofendido, Pisado…
O perdão é o principio mais forte do cristianismo porque foi através dele que fomos resgatados pelo sangue de Jesus, e por isso ele é tão difícil de ser vivido em sua íntegra. Nós sabemos que Deus esquece de nossos erros, mas infelizmente não temos essa capacidade e aquilo que nos ofendeu, ou nos feriu fica em nossa memória, mas o perdão não é um sentimento, é uma decisão e mesmo que continue doendo depois que perdoamos deve ser algo que não voltamos atrás, pois sabemos que muitas pessoas já erraram conosco e o pior é que muitos ainda vão errar e isso não deve ser motivo de guardarmos coisas estragadas dentro dos nossos corações. A falta de perdão é como se tivéssemos algo estragado dentro da nossa geladeira, ele vai incomodando e estragando tudo que está próximo, da mesma forma a mágoa vai estragando tudo que esta em nosso coração se deixado ali sem tirar e jogar fora. Você pode ter todo o motivo do mundo de estar machucado por causa de coisas terríveis que fizeram com você, mas deixar que isso te prejudique mais do que já te prejudicou não é o melhor caminho. Jogue agora mesmo fora esse sentimento que tem levado você a ser alguém triste, amargurado e abatido, comece a viver uma nova vida na força do Espírito Santo de Deus perdoando todos aqueles que te feriu, isso é amor, caminhar sempre no caminho do perdão e da restauração de sua alma. Lembro-me de certa situação onde um amigo meu que o considerava um irmão, no momento que eu mais precisava ele me deu as costas, eu só queria um abraço dele, mas ele me desprezou, e isso ficou no meu coração por muito tempo e impedia que eu tivesse novos amigos, mas um dia o Espírito Santo falou bem forte e em meio ás lagrimas numa mensagem sobre perdão decidi perdoar e amá-lo e abençoá-lo. Foi alivio imediato e aquela tristeza foi embora, mas certo dia quando eu nem imaginava q isso iria acontecer alguém bateu nas minhas costas e me cumprimentou, era novamente aquele amigo, meu coração disparou e a mágoa bateu a porta novamente querendo trazer á minha lembrança novamente àquela situação mas eu tinha decidido, olhei bem dentro do olho dele e a primeira coisa que veio a minha mente foi dizer o quanto o amava e que ele era muito importante para mim, é claro que disse isso pela fé, pois pela minha carne falaria tudo que estava engasgado, mas foi a melhor coisa que fiz, pois quando Jesus me resgatou eu não merecia isso, por causa dos meus pecados, mas Jesus não olhou para os meus pecados, ele me amou primeiro. E eu como discípulo de Jesus só poderia ter uma atitude de perdão e de restauração. O abracei firme e de verdade dentro de mim profetizei benção sobre a vida dele. Isso foi algo tremendo na minha vida saí daquele lugar abençoado e livre de toda prisão que em outros tempos àquela mágoa tinha feito da minha vida. Agora era um homem livre para ser abençoado por Deus.

– Quem ama não fica alegre quando alguém faz algo errado, mas se alegra quando alguém faz certo. (Não se alegra com a injustiça, mas regozija com a verdade).
Temos a tendência de nos alegramos quando alguém que já nos fez sofrer de alguma forma sofre também, e isso é um sentimento de vingança que não deve estar em nosso coração, não nos alegrarmos quando alguém tem uma atitude errada, mesmo que seja com as pessoas que mais nos feriram. Amar é nunca desejar o mal, pois o verdadeiro amor não é vingativo. Fazer o certo é perdoar, caminhar a segunda milha, ser leal mesmo quando as pessoas não são. Jesus demonstrou isso na cruz do calvário, pois mesmo diante de tamanha dor ele se negou a deixar de amar e nos amou até o fim. Quantas vezes diante de situações terríveis para as outras pessoas falamos que foi bem feito, ela merecia isso mesmo. Sabemos que as pessoas colhem o que plantam mais isso é o papel de Deus e o verdadeiro discípulo não tem prazer em assistir de camarote à desgraça dos outros, ante deseja bênçãos sem medida áqueles que os decepcionaram, a aqueles que o magoaram, pois não tem em seu coração o desejo de vingança ou de prazer em ver os outros fazendo aquilo que é errado mesmo sendo para pessoas que para nós não merecem. Isso mata nossa carne. Creia na restauração de todos, pois Jesus veio para salvar e remir o pecador.

– Quem ama nunca desiste… (Tudo espera)
Infelizmente nossa velha natureza quer condenar as pessoas por fatos isolados e deixamos de lado toda uma vida de boas atitudes, toda uma historia de bênçãos para rotular uma pessoa. Não desistir das pessoas é amor de verdade. Não julgue as pessoas por uma única situação olhe para elas pelo conjunto da obra, pois se você fizer isto corre o risco de ser injusto com elas e nunca terá relacionamentos duradouros, pois sua base não é sólida.

"Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo." (Rom 14:10)

Sempre vai ter problemas de relacionamentos, as pessoas não são perfeitas e você também não é.

– Quem ama suporta tudo com fé. (Tudo suporta).
Suporte é aquilo que sustenta alguma coisa, suportar alguma coisa é agüentar firme como base de sustentação de alguém, é mais do que só ficar assistindo bem mais do que apenas ter uma participação como coadjuvante da vida das pessoas, amor de verdade é quando através de uma atitude de fé servimos as pessoas como baluarte. Suportar não é agüentar apenas aqueles como quem diz, “como tenho suportado aquela pessoa”, mas é um compromisso de assistir, ajudar e auxiliar aquela pessoa mesmo que ela não tenha mais força para andar. Lembro-me de um principio que aprendi quando servi o exército em batalhão de infantaria, quando algum soldado fosse ferido ele nunca poderia ficar sozinho para trás, alguém deveria pegar esse soldado nos ombros e levá-lo para ser socorrido, mesmo que estivesse muito ferido, isto é suportar quando alguém esta sem forças pra poder continuar no meio de grandes adversidades e você coloca esta pessoa nos seus ombros e a leva para um lugar seguro. Quantas vezes deixamos as pessoas que estão feridas sozinhas, sem socorro porque não é confortável levar ninguém nas costas, é pesado, é cansativo, mas a gratificação de ter salvado uma vida é muito maior do que qualquer esforço que possamos ter feito.

– Quem ama tem esperança… (Tudo crê)
Quem ama nunca desiste de confiar, tem esperança sempre, sua fé é maior que as adversidades, maior que os problemas e maior do que a própria pessoa que nem sempre crê como Jesus que se moveu pela fé tem que ama,r sempre crendo que um dia aquela pessoa deixará de ser enganada pelo diabo, nunca desistir de crer que Deus pode mudar o pior malfeitor, ele é o mesmo que transformou Maria Madalena, que pegou um assassino e o transformou na figura mais importante do Novo Testamento depois dele mesmo, que transforma as vidas. Continue crendo mesmo que as evidências digam ao contrário, continua tendo a certeza que toda a sua família pertence ao Senhor Jesus, pois é promessa de Deus, quem ama mesmo diante de atitudes de rebeldia, de indiferença ou de incredulidade continua crendo na transformação das vidas e sua fé não se move por fatos, mas pela certeza de ver cumprido todo projeto de Deus na vida das pessoas que ele ama. Uma vida de fé não se explica se vive alguma pessoa normal chegaria à frente do mar e diria: ABRE-TE! Olharia para cima e gritaria para o sol: Pára SOL!
Bateria com o cajado numa pedra para tirar água? Diria para um morto há três dias: LEVANTA-TE E ANDA!
Mandaria o mar e o vento ficarem quietos? Ficaria quietinha sentada dentro de uma jaula com leões Famintos? Ficaria rodando em volta de uma cidade durante sete dias, cantando, até as muralhas de a cidade caírem? Quando a gente tem FÉ, a gente olha e vê o invisível!
E nem se importa com o que os outros vão pensar!

– Quem ama tem paciência. (Tudo sofre).
Creio que o pior momento da vida do ser humano é quando precisa esperar por algo com paciência, isso nos leva ao limite das nossas emoções e amar é ter paciência para esperar o tempo de Deus em transformar as vidas que Ele pagou um alto preço para resgatar. Sofrer por amor parece até um chavão de um filme romântico, mais é a mais doce e pura realidade que vamos viver sempre. O amor traz consigo esse sentimento. Sofremos quando amamos, pois envolve toda a nossa vida, o amor é a maior força do mundo, ela é capaz de transformar nações, mudar reinos e transformar corações mesmo que duros, muitas vezes o diabo quer colocar o amor apenas como um sentimento emotivo de um casal romântico, mas o amor é muito maior que isso, é a força que transforma as pessoas, não adianta tentar convencer as pessoas apenas com nossas palavras se elas não conseguirem ver em nossas atitudes o amor genuíno não serão alcançados.

Há muito tempo, num reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém, um súdito que sempre o lembrava dessa verdade.
– Meu Rei, não desanime… Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele nunca erra!
Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita. O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este:
– E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo.
O Servo respondeu:
– Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é Bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem! Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele Nunca Erra!
O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que o mesmo fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço. Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez pôr uma tribo de índios que viviam na selva. Estes índios eram temidos por todos, pois se sabia que faziam sacrifícios humanos para seus deuses. Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheio de júbilo, o ritual do sacrifício. Quando já estava tudo pronto e o Rei já estava diante do altar, o Sacerdote indígena, ao examinar a vítima, observou furioso:
– Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso!! Falta-lhe um dedo!!
E o Rei foi libertado.
Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, mandou libertar seu súdito e pediu que o mesmo viesse em sua presença. Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe:
– Meu caro, Deus foi realmente bom comigo! Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. Mas ainda tenho em meu coração uma grande dúvida: Se Deus é tão Bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? Logo você, que tanto o defendeu?
O servo sorriu e disse:
– Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum! Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele nunca erra!

O amor nos dá a capacidade de mesmo nos momentos mais difíceis continuar coerentes com nossa fé, pois a esperança é a certeza das coisas que ainda não aconteceram, mas que temos a certeza que acontecerão e não paira nenhuma dúvida nesta nossa posição ainda que os acontecimentos ressaltem o contrário.

CONTINUA …


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: