Os Símbolos da Nova Era


Pr Airton Evangelista da Costa
 
Os adeptos do Movimento Nova Era (MNE) utilizam  uma parafernália de símbolos com forte apelo místico-esotérico,  a maioria provinda de crenças orientais,  pelos quais se identificam e são reconhecidos. Símbolo é "figura, emblema, imagem, sinal; representação abreviada de um elemento, pessoa ou país" (Dic.Teológico, de Claudionor C.de Andrade). Símbolo é "aquilo que tem valor evocativo, mágico ou místico" (Dic.Aurélio, 4). Símbolo é “figura ou ação que representa uma realidade”. “Quando as pessoas aderem ao uso dos símbolos da Nova Era, automaticamente concedem permissão a Satanás para dirigir e comandar suas vidas, mesmo que o façam inocentemente, sem conhecerem as verdadeiras implicações espirituais que isso fatalmente irá trazer-lhes” – é o que afirma Milton S.Vieira, em “Símbolos da Nova Era”, 5a Edição.  A verdade é que o uso desses símbolos é incompatível com a vida cristã.  Veja alguns exemplos da simbologia da Nova Era:
 O Sinal do Pink Floyd – Boneco espiando sobre um muro, representa Satanás olhando para as pessoas que ainda não se decidiram por ele. Relaciona-se à queda do muro de Berlim e ao conjunto de rock Pink Floyd formado na Inglaterra em 1966,  que gravou músicas de conteúdo satânico:  “Corra como o Diabo”; “O Gnomo”; “Confortavelmente Anestesiado”, e outras.
 Cruz Suástica –  Representado por uma cruz com as extremidades voltadas para trás. Emblema adotado pelo nazismo, figurou na bandeira da Alemanha na época de Hitler, na Segunda Guerra Mundial. Também conhecida como cruz gamada. Trata-se de um símbolo místico usado há mais de três mil anos.
 Pé de Galinha – Cruz  com os braços quebrados, representa a “vitória” de Satanás sobre a cruz de Cristo. Utilizado nos rituais de magia negra.
 O Yin e o Yang –  O negativo e o positivo. Equilíbrio das energias cósmicas; os dois extremos da vida: o bem e o mal. Representado por uma circunferência dividida por uma parte branca e outra preta. Sugere a possibilidade de harmonia entre o bem e o mal, entre as trevas e a luz. Em outras palavras, ensina que o diabo não é tão ruim como se fala.  O símbolo representa as duas forças integrantes do Universo: yin, força negativa ou feminina; yang, força positiva ou masculina, segundo um princípio filosófico surgido na China há milhares de anos. “A alternância entre o yin e o yang constitui a base da tradicional crença chinesa no processo cíclico de nascimento e dissolução e na interdependência entre o mundo da natureza e a vida do homem. Yin-yang são, na filosofia oriental, as duas forças complementares, ou os dois princípios, contrários que se harmonizam, que abrangem todos os aspectos e fenômenos da vida” (Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações Ltda.)
 Anarquia – Marca registrada de Satanás: um círculo traspassado por três traços em diversas direções. O nome diz tudo. Representa a confusão, o caos, a desordem, a rebeldia.
A Mancha Louca – O mais divulgado símbolo do satanismo da Nova Era. Dizem que tem o objetivo de vulgarizar o sangue de Jesus. Iguala-se ao desenho irregular de um líquido ao cair sobre uma superfície plana.  Conhecida também como “mancha de sangue”.
 Mão Boba –  Consiste na saudação usando os dedos polegar e mínimo abertos e os demais fechados. Significa frouxidão, relaxamento, estado de embriaguez, de prostração, de negligência.
 Olho de Satã –  Representado por um olho e uma lágrima.  Usado em rituais de magia. A Maçonaria usa o símbolo do olho que tudo vê. A lágrima é o choro de Satã pelas almas que ainda não ganhou. Pode ter vários significados, dependendo de quem ou para quê é usado.
 Estrela e  Lua – Simboliza na Nova Era a capacidade do homem em transportar-se através do cosmos; fala de astrologia; de uma nova dimensão cósmica que o homem deve buscar; da interação entre o homem e o Universo.  
Cruz de cabeça para baixo – Vulgariza a cruz de Cristo; usada por conjuntos de rock e metaleiros.
 Chifre de mau-olhado – Simbologia usada por diversos povos, e até por famílias que se dizem cristãs. Tem o significado místico de afastar maus-olhados. É usado no pescoço, como pendentes em pulseiras, na sala principal das casas, etc. Representado por apenas um chifre.
 Mão chifrada  – Sinal secreto para invocação de demônios: os dedos mínimo e indicador para cima, e os demais fechados. Simbologia muito em voga. Tem sido usado como  saudação. Esses símbolos são rapidamente assimilados pelos jovens. 
Cabeça de bode – Desdém ao Cordeiro de Deus. O bode é usado em diversos rituais de ocultismo.
 666, o número da besta – Mencionado em Apocalipse 13.18,  é um dos principais símbolos do MNE.  O nome diz tudo.   Os homens ainda não tiveram sabedoria suficiente para desvendar o mistério que envolve o número 666, mas temos uma certeza: 666 é o número da besta.
 Tridente – Espécie de garfo gigante com três pontas; representa  a maneira como      o diabo segura e fere fortemente suas vítimas; muito usado em rituais de magia negra. Simboliza uma aliança com o poder das trevas.
 Hexagrama – Uma estrela formada por dois ângulos entrelaçados, também chamada Estrela de Davi ou Símbolo de Salomão, é símbolo usado como amuleto para dar sorte; representa o casamento perfeito entre masculino e feminino, compreensão entre sexos.
 Fita entrelaçada – Interação entre o bem e o mal e do homem com as forças do cosmo; o homem unido a outras dimensões; a unificação de todos os setores na Era Aquariana.
Arco-íris – O mais usado símbolo da Nova Era. Biblicamente o arco é símbolo de uma aliança de Deus através de Noé. O MNE usa-o  significando a ponte que liga a alma do homem às forças cósmicas e ao próprio Satanás; união entre terra e céu, entre os seres do Universo. O MNE está sempre tentando “avacalhar” os símbolos do cristianismo.
 Fido Dido – Uma deturpação e vulgarização da imagem do homem como filho de Deus. Representado pela figura de um ser humano com os cabelos arrepiados, olhar de espanto, fisionomia de terror; um estado de loucura, de muito louco.  Muito usado em camisetas.  Vez por outra ouve-se gritos histéricos de jovens em determinados programas televisivos ou em outros eventos: “tô possuído”, “tô possuído”; “tô muito louco”, ao mesmo tempo em que as pessoas  balançam o corpo de forma desengonçada como se estivessem  tresloucadas ou possuídas. 
 Outros  – Fazem parte também da simbologia novaerana (a) Borboleta, significando a Nova Era que se liberta da era de Peixes; (b)  Pirâmide, utilizada como captadora de energia cósmica; (c) Pomba com ramo no bico, simboliza a luta dos aquarianos pela paz; (d) Cruz da Âncora, Cruz Patriarcal, A Rosa-Cruz, Cruz de Caravaca, Cruz Ansata, Cruz de Ponta Cabeça, A Interrogação da Cruz, O Olho da Pirâmide, O dragão fugindo do inferno, etc., todos de conteúdo místico.
 
Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by luiz on julho 7, 2009 at 6:53 pm

    estou impressionado, porem tudo isto tem muito significado se for visto por olhos de quem entende um pouco da palavra de Deus:gostaria se possivel que me enviasse cada sinal destes aqui mencionados po e-mail.o meu e-mail (luizantoniosal@hotmail.com)

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: